Já havia feito um post sobre uma máscara facial, e falarei dela novamente nesse post. Mas desta vez preciso compartilhar um trio que tenho usado e tem dado certo.Geralmente, uso uma vez por semana, em sequência.

 

Depois de limpar a pele com um sabonete líquido e adstringente, eu aplico a famosa Black Head Pilaten, aquela máscara preta removedora de cravos. Comprei por R$ 24,99 no Mercado Livre, infelizmente o anúncio não está mais no ar. Depois de esperar secar e retirar, aplico a máscara Segredos de Camarim da Feito Brasil, que tem efeito secativo. Por fim, a Máscara Peeling Glicólico da Caudalíe é ótima para amenizar manchas. De todas, foi a que custou mais caro, R$ 169,00. Mas tenho que dizer que valeu o investimento. Usando as três máscaras, tenho percebido que a oleosidade está mais controlada, mesmo nesse calor absurdo do Rio, e a pele está mais uniforme.

Como dá para ver na foto, a máscara da Feito Brasil já estava quase no final. Quando esta belezinha acabou, comecei a usar outra máscara de argila verde da marca Quintal, que é tão eficiente quanto. Se você não dispensa um skincare e curte um dia de SPA caseiro, se joga nas dicas.

 

Olá pessoal!

Bom, nesta segunda feira passada foi o dia dos namorados brasileiro. Sim, digo brasileiro porque no mundo todo esse dia é comemorado dia 14 de fevereiro, que inclusive é o meu aniversário. Sim, nasci no dia mais romântico do ano!

Mas estamos em terras brasileiras então vamos lá.
Eu por exemplo passei este dia all by myself. Literalmente. Sem namorado, sem ficante, sem peguete…pra não dizer que não peguei nada eu peguei um resfriado. Por isso não posso fazer aquele “não pego ninguém, nem resfriado”.

Brincadeiras a parte, eu to de boa. Mas sei que muita gente fica meio pra baixo com esse dia e por não ter com quem comemorar. Aí pra piorar as coisas entramos nas redes sociais e vemos todos aqueles casais lindos e maravilhosos celebrando a vida e perguntamos: o que há de errado comigo?

Eu juro que fiz essa pergunta há uns dois dias pra uma das minhas melhores amigas e ela me falou o que uma boa amiga fala né: Nat, você é linda, charmosa, simpática etc etc. Fez bem pro meu ego, claro.
A verdade é que na maioria dos dias me sinto assim, ou pelo menos me forço a me sentir maravilhosa. É bom se olhar e falar isso pra si. Não é se achar não, é se empoderar.

Mas aí acontecem algumas situações relacionadas a amores passados que mexem com a gente, porque não somos de ferro. E aí meu bem, é um pote de Nutella que vai pra dentro, um pacote de M&M. Parece clichê, mas é clichê por um motivo.

Que que eu quero dizer com isso tudo? Tem dias que vamos nos sentir divas maravilhosas e tem dias que não. E tudo bem. No dia que não to me sentindo diva maravilhosa faço o papel também. Pijama velho, meia, chinelo e chocolate. Que se dane!
Mas aí passa…aí dá vontade de malhar, de ver gente, de se arrumar e é isso aí.

Sou muito grata pelas amigas que tenho com as quais posso entrar em desespero, sofrer por aquela coisa específica ou não, e depois retomar as energias.

Fica mais uma reflexão…acho que não cabia escrever sobre batons, ou séries ou outras coisas hoje, então aproveitei o dia dos namorados pra jogar reflexão pra vocês.

Um beijo enorme
se curtam porque todo dia é nosso dia
Nat

Aconteceu nesse final de semana o Tony Awards, a principal premiação da Broadway. Na verdade, vamos falar dos melhores looks.
O que dizer desse look baphônico de Candice Swanepoel??

E Chrissy Teigen diva como sempre <3

Candice Swanepoel
Sutton Foster
Jason Sudeikis e Olivia Wilde
Anna Kendrick
Chrissy Teigen e John Legend

Confira os vencedores:

Melhor musical

Dear Evan Hansen
Melhor peça

Oslo
Memlhor remontagem de musical

Hello, Dolly!
Melhor remontagem de peça

Jitney
Melhor texto de musical

Dear Evan Hansen, de Steven Levenson
Melhor trilha sonora original

Dear Evan Hansen, por Benj Pasek & Justin Paul
Melhor ator de peça

Kevin Kline, por Present Laughter
Melhor atriz de peça

Laurie Metcalf, por A Doll’s House, Part 2

Melhor ator de musical

Ben Platt, por Dear Evan Hansen
Melhor atriz de musical

Bette Midler, por Hello, Dolly!
Melhor ator coadjuvante de peça

Michael Aronov, por Oslo
Melhor atriz coadjuvante de peça

Cynthia Nixon, por The Little Foxes
Melhor ator coadjuvante de musical

Gavin Creel, por Hello, Dolly!
Melhor atriz coadjuvante de musical

Rachel Bay Jones, por Dear Evan Hansen

Melhor cenário de peça

Nigel Hook, por The Play That Goes Wrong
Melhor cenário de musical

Mimi Lien, por Natasha, Pierre & the Great Comet of 1812
Melhor figurino de peça

Jane Greenwood, por The Little Foxes
Melhor figurino de musical

Santo Loquasto, por Hello, Dolly!
Melhor desenho de luz de peça

Christopher Akerlind, por Indecent
Melhor desenho de luz de musical

Bradley King, por Natasha, Pierre & the Great Comet of 1812
Melhor direção de peça

Rebecca Taichman, por Indecent
Melhor direção de musical

Christopher Ashley, por Come From Away
Melhor coreografia

Andy Blankenbuehler, por Bandstand
Melhor orquestração

Alex Lacamoire, por Dear Evan Hansen
Tony Award Especial pela carreira teatral

James Earl Jones
Tony Award Especial

Gareth Fry e Pete Malkin, designers de som de The Encounter
Teatro regional

Dallas Theater Center, em Dallas (EUA)
Isabelle Stevenson Tony Award

Baayork Lee
Honraria do Tony pela Excelência Teatral

Nina Lannan

Alan Wasser

Olá pessoal!
Vim falar hoje de uma cor tendência, ou melhor, de cores tendências porque oh cor pra ter variações. São tons, subtons, mais rosado, mais lilás. Um mais lindo que o outro.
Tá bom, mas do que eu estou falando? Estou falando de batons acizentados. Sim, a moda pegou na gringa e já chegou aqui com força.
Confesso que nas primeiras vezes em que vi pessoas usando batons com tom cinza fiquei um pouco chocada. Claro, crescemos com batons rosas, cor de boca. No máximo um batom mais vermelho. Quando o batom roxo, por exemplo, apareceu no mercado todo mundo achou super estranho. Mesmo assim em pouco tempo já víamos a cor nos lábios das famosas.
É tudo questão de costume. Claro que se você não se sente a vontade com uma certa cor você não é obrigada a usar. Mas é legal sair da zona de conforto.
Eu, que sempre afirmei nunca ser influenciada por moda, eu sempre quis usar o que estava afim. Não importava se aquilo estava na moda ou não. Mesmo assim, meio que insconscientemente, fui afetada. Depois de vários vídeos de beauty gurus no Youtube, depois de ver fotos no instagram de batons cinzas, do nada fiquei apaixonada. Coincidência? Acho que não.
Resumo da obra: tenho 14 batons acizentados na minha coleção e tirei foto pra postar aqui. Cada dia uso um diferente, e preciso falar, todas as vezes elogiam o meu batom. As pessoas sempre perguntam qual estou usando e sempre elogiam. Afinal, eles dão um toque de riqueza, sabe? Uma coisa fina…simplesmente amo!

Tenho os meus queridinhos e vou compartilhar aqui.


Não sei se estão na ordem, mas eles são

– Hermione- Pausa para feminices
– Selkie- Pausa para feminices
– Glinda- Pausa para feminices
– Elfa- Pausa para feminices
– Ninfa- Pausa para feminices
– Titânia- Pausa para feminices
– Unicórnio- Pausa para feminices
– 50 caqui- Dailus Pro
– Stone- MAC
– Halsey- MAC
– Brigitte- Catherine Hill
– Luanda- Pausa para feminices
– Guinevere- Pausa para feminices
– Bruna Tang- T-blogs
São esses aí pessoal! Vou colocar no insta fotos deles também. Se joga no cinza! Por que não?

Até o próximo post!
Nat

Não, eu não vim falar de BFFs. Os amigos do peito desse post são os creminhos camaradas firmadores de seios, porque efeito sanfona is real, people! E a gravidade e a idade também estão aí,não mesmo?  Sendo assim, melhor prevenir. Eles só não são tão camaradas assim porque os preços não ajudam.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Esses são os que eu já testei. Sim, bem carinhos! Mas o único que eu achei que vale a pena mesmo é o da Talika. Todos deixam a área bem hidratada, mas este é o único que dá um efeito lifiting, tipo efeito de lip plumper, não é permanente. Quanto às fragrâncias, os da Clarins tem cheiro bem suave, e sinceramente, não vi diferença de resultado do gel para a loção. O serum da Shiseido é bem cheiroso. O da Talika tem um cheiro característico, não é ruim, mas não é cheiroso. Nada muito grave, depois que você passa, nem sente mais cheiro de nada.

Entre as opções mais baratas, temos esses, que podem ser encontrados em farmácias mesmo:

 

São para gestantes, mas o objetivo é o mesmo.

E ainda tem esse que quero testar. Sim, sou a louca dos creminhos.

 

Conclusão: Tirando o da Talika com efeito lifiting, a nível de hidratação, é mais vantajoso investir em um creme hidratante ou óleo que você já use. E se não usa, nunca é tarde para começar. Conselho de amiga 😉

 

O filme da Mulher Maravilha estreou e é tudo o que a gente esperava e mais um pouco! A heroína mais famosa do Universo DC, que teve sua primeira aparição na superprodução Batman vs Superman, ganhou seu próprio filme e deixou o homem morcego e o homem de aço no chinelo. Na minha humilde opinião, é o melhor filme da DC desde o Cavaleiro das Trevas (sorry, Superman, mas é verdade).

Acho que o filme, que também é dirigido por uma mulher, Patty Jenkins, teve ainda mais sorte por ser lançado em uma época em que o empoderamento feminino fervilha. Mas sem tirar o devido merecimento da produção, é claro. E o que falar de Gal Gadot?? Se em Bat X Sups ela já estava MARAVILHOSA – não tem como descrever essa mulher com outra palavra -, nesse filme ela está mais que incrível. Gal não tenta encarnar a Mulher Maravilha, ela simplesmente é. Girl crush total!

Sem dar spoilers, o filme conta a origem de Diana Prince/ Mulher Maravilha, e um pouco de sua história ao lado do capitão Steve Trevor (Chris Pine). O enredo é envolvente, inteligente, sério e engraçado na medida certa. E como não podia ser diferente, é um tapa na cara do machismo. Claro que o filme tem uns probleminhas de roteiro, mas nada que prejudique muito a narrativa. Só sei que saí do cinema MARAVILHADA, e ansiosa para assistir novamente. Girl Power!

E você já assistiu?!

Gal Gadot 4ever <3

Oi gente, tudo bom?
Estou nesse momento sem muita idéia do que postar, então resolvi que escreveria sobre cabelos curtos. Pelo simples fato de eu ter cortado o meu cabelo, simples assim.
Cortei meu cabelo faz mais ou menos um mês e vou confessar que nunca estive tão feliz com um corte de cabelo na minha vida rs.
Engraçado que há dez anos atrás um cabeleireiro cortou meu cabelo do mesmo tamanho que está agora e eu odiei tanto, mas tanto que usei meu cabelo preso durante MUITO tempo.
E agora você vê, fui ao salão e pedi pra ela cortar desse tamanho. Muito doido, né?
Só sei que desde que eu cortei o cabelo estou mais segura na cozinha, estou mais segura com meu estilo, me sinto muito mais bonita, muito mais poderosa e nunca fui tão elogiada na minha vida.
O que me deixa feliz é que eu queria muito ter esse cabelo e cortei e ficou um arraso. Sabe aquela sensação de que seu instinto estava certo? MARAVILHOSO.

Me inspirei no cabelo da youtuber de beleza Jaclyn Hill, e numa outra chamada CCcLARKE. Fiquei apaixonada pela forma que elas usavam o cabelo e quis fazer igual. E adorei!

Mas o que quero dizer com esse post? Me deparei com diferentes reações em relação ao meu corte de cabelo. De um homem o comentário foi “Prefiro cabelo comprido”. De amigas “não tenho coragem” . Isso me faz pensar. A gente fica com medo de fazer mudanças no corpo, no cabelo, nas unhas que seja…..mas por que?

Mulher tem que ter o cabelo que quer. É esse cabelo que vai fazer ela sentir-se mais bonita e isso contagia…contagia mesmo. Da mesma forma maquiagem e da mesma forma corpo. É sempre importante falarmos sobre essas coisas, pois exige da gente pensar, desconstruir, e quem sabe descobrir novos desejos.

O meu cabelo mais curto me deu uma confiança que eu nunca imaginei na vida. Parece bobo escrever isso aqui, mas não é. Não vamos deixar de fazer nada por medo do que os outros vão pensar. Se não machuca a você ou alguém, tá valendo.

Deixo aqui só uma reflexão mesmo. Como diz uma das minha grandes ídolas “You are enough”.

Bjos com inspiração

Nat

Há um tempinho a modinha da silisponge tomou conta dos blogs e canais de beleza. Tomada por essa febre, resolvi comprar a minha, para testar e formar minha própria opinião sobre a novidade. Depois de ter minha silisponge em mãos, confesso que não virei fã. Ela até quebra um galho, mas não acho tão eficiente quanto as esponjas tradicionais e pincéis.

Seguindo a onda do silicone, resolvi procurar versões de outros acessórios com o mesmo material. Como sempre fui fã de buchinha vegetal para esfoliação facial, queria uma opção que fosse mais higiênica. E achei. Bom, o objetivo inicial era a Foreo Luna. Porém, esta opção estava totalmente fora do orçamento. Procurando por uma mais barata, encontrei essa belezinha por, aproximadamente, R$ 10,00, no Mercado Livre. E valeu muito a pena. Claro que ela não tem as mil funções supersônicas da Luna, mas cumpre o prometido, ajuda na esfoliação do rosto e não fica no seu banheiro acumulando bactérias.

 Não satisfeita, queria também uma opção para bucha de esfoliação corporal, e achei essa luva de silicone massageadora. De um lado ela possui esferas que são ótimas para massagens e drenagens, e o outro lado tem pininhos de silicone para a esfoliação. Deve ter custado uns R$ 30,00. Para as viciadas em esfoliação, acho uma ótima solução.

Espero que gostem das dicas! 😉

xo