090

Eu sou a Ju, estou fazendo meu primeiro post aqui no blog e para celebrar isso, eu vim falar para vocês sobre viagem, mas uma viagem um pouco diferente.

Recentemente fiz um intercâmbio de trabalho na Disney (o lugar mais feliz do mundo) e quero dividir essa experiência com vocês. Vou fazer uma série de posts falando sobre o processo, a viagem, os gastos e todas as experiências maravilhosas que eu vivi.

Acho melhor começar do começo pra situar um pouco vocês e mostrar que essa oportunidade não caiu no meu colo do nada, pelo contrário, foram muitos meses de nervosismo e de espera até que tudo acontecesse.

Eu sempre fui encantada com a Disney e tudo o que está ligado a esse assunto, de filmes até a perfeição dos parques. Como sempre me interessei por esse mundo, frequentemente me pegava lendo ou assistindo alguma coisa sobre os parques, sobre os filmes e até sobre a empresa (e cada vez ia me apaixonando mais). Foi numa dessas que descobri a possibilidade de ir trabalhar lá, já que a Disney tem vários programas no mundo todo que faz seleções de candidatos para irem trabalhar um tempo por lá, me interessei na hora e também tive o apoio dos meus pais, mas na época estava começando a minha faculdade e achei que não era o momento, achei que precisava amadurecer um pouco mais. Algum tempo se passou e eu parti para um outro intercâmbio em San Francisco na Califórnia (se quiserem eu falo um pouco dele para vocês depois – deixem nos comentários) e quando voltei, ainda motivada pela experiência de me virar sozinha em um outro país, senti que era a hora de me inscrever e ir atrás de trabalhar na Disney, de me tornar uma cast member e ajudar a realizar sonhos.

O processo

No processo existem duas palestras obrigatórias, que qualquer interessado precisa ir. A primeira palestra é em português, feita pela agência STB, que representa a Disney aqui no Brasil durante essa primeira fase. Depois dessa primeira palestra é feita uma entrevista, como próprio pessoal da STB. Caso você tenha passado nessa primeira fase, você vai para uma segunda palestra/entrevista, só que dessa vem com os próprios recrutadores da Disney que vem aqui para o Brasil para selecionar a gente. Sendo aprovado nessa segunda entrevista, existem várias coisas a serem resolvidas como passaporte, visto de trabalho para os EUA, passagens, seguro e muitas outras coisas, que eu vou explicando melhor mais tarde.

A primeira palestra e entrevista

Para ir nessa primeira palestra, é necessário se inscrever o site da STB e é obrigatória a presença neste dia, como eu já mencionei, essa palestra é em português, feita pelos integrantes da equipe da STB. Na palestra eles mostram como será o programa, apresentam as funções (roles) nas quais você pode trabalhar e apresentam vários vídeos incríveis que dão mais vontade ainda de ir trabalhar lá. Ao final dessa palestra, uma senha é distribuída, com data e horário para a primeira entrevista (normalmente é no mesmo dia ou no dia seguinte). Se você passou nessa entrevista, comemore, é mais um passo para trabalhar na Disney.

Após o resultado sair, alguns documentos da faculdade são pedidos e devem ser entregues na data estipulada. Estas datas são muito importantes, caso uma delas não seja cumprida, o processo pode acabar por aí. Com os documentos entregues, é só esperar pela próxima palestra e entrevista.

A segunda palestra e entrevista

A minha segunda palestra e entrevista aconteceram em São Paulo, eu tive que viajar para lá, foi bom, porque fiz algumas amizades e que felizmente pude encontrar depois durante o programa. Essa segunda palestra é feita em inglês, pelos recrutadores da Disney e é bem legal, tem algumas perguntas sobre a Disney e dá para ganhar algumas lembrancinhas, tem mais informações sobre o programa e é claro, mais vídeos que deixam a gente com água na boca para embacar logo pra essa terra encantada.

A entrevista normalmente é num outro dia e tem um ar um pouco mais sério, o pessoal fica super nervoso antes de entrar na sala de entrevistas. Mas uma dica: não fique, tente ficar o mais relaxado possível, e se concentre em parecer flexível, simpático e animado para trabalhar na Disney, por isso o sorrisão é indispensável nessa hora. Tente lembrar que o recrutador procura por uma pessoa nos padrões Disney, então se você for agradável, demonstrar que conhece um pouco a empresa e que está disponível pratrabalhar onde for e dividir acomodação com outras pessoas, ele provavelmente vai gostar de você. Uma outra coisa importante: O Disney look. O tal padrão de pessoas que todos esperam encontrar da Disney, então eles pedem que você não tenha piercings e tatuagens, que tenha unhas curtas com esmaltes claros e tenha o cabelo na coloração mais natural possível, os homens devem ter cabelos curtos e se quiserem, uma barba bem cuidada, pois é assim que os guests esperam que os cast mambers sejam.

 A espera

Na minha opinião é a pior parte do processo, a espera do resultado final. “Eu serei ou não um cast member?” Esse tempo de espera tira o sono de muita gente, mas é muito gratificante, quando você recebe o email com a proposta de trabalho. Quer dizer que sim, você está pronto para fazer parte do elenco da Walt Disney World e você vai viver a melhor experiência de trabalho ever.

Depois disso, vários documentos são necessários, passaporte, visto de trabalho americano, seguro saúde obrigatório, passagens, documentação de housing e por aí vai, mas sem desesperos, cada pedacinho do seu processo é supervisionado pela Disney e eles vão te ajudar SEMPRE, a resolver todas as coisas. Aproveite esse tempo pré viagem que, apesar de estressante, é muito legal chegar ao fim e ver que tudo valeu MUITO a pena.

Quando a hora da viagem chegar, você vai sentir que está embarcando para um mundo mágico, vai conhecer os bastidores da magia, a atenção aos detalhes e a felicidade que é fazer parte deste elenco.

Aos poucos vou dando mais detalhes, dicas e contando para vocês um pouco mais do meu processo e da minha experiência. Espero que tenham gostado.

Beijinhos!

image

Nos últimos meses, fiz algumas comprinhas na Sephora e vim compartilhar com vocês esses produtos que estou amando.

comprassephora
Na categoria maquiagem, o primeiro foi o Roller Lash, da Benefit, que se tornou uma das minhas máscaras para cílios preferidas. Ele cumpre tudo o que promete.
Há um tempo adotei delineador marrom no dia a dia, e esse da Sephora Collection é ótimo. Dura bastante e não escorre. E, da Smashbox, comprei o CC Cream Dark. A cobertura é ótima, só a tonalidade que deixou um pouquinho a desejar. Achei o Dark um pouco mais escuro que a minha pele, mas o Medium ficaria muito claro. Por último, o corretivo BB Cream, também da Smashbox. Melhor compra que  fiz depois do Roller Lash. Uso o Medium, fica perfeito. Ele é leve, dura, minimiza as olheiras e ainda oferece todos os benefícios de um BB Cream.

 

phill smith sephora

Na categoria cabelos, estou amando essas belezinhas. Os três são da marca Phill Smith, um hairstylist britânico super conceituado. E pela qualidade, não achei tão caro. O melhor de tudo são os nomes: Oh SO Straight (sérum anti-frizz), Life’s a Beach ( spray para dar ondas e textura) e o Hot Stuff (spray protetor térmico).

E vocês, já usaram algum desses produtos?

Hoje, eu vou dar mais uma dica de viagem para quem vai, ou pretende conhecer o nordeste durante as férias/feriados.

E a dica é: Maragogi. Um município do estado de Alagoas, localizado a 125 km de Maceió.

Eu confesso que foi o lugar que mais gostei de conhecer. A praia é ótima, águas cristalinas… um verdadeiro paraíso. Passei um dia maravilhoso por lá.

Durante o dia, dependendo da altura da maré, é possível fazer um passeio de catamarã até as piscinas naturais (custo médio: R$ 60 por pessoa, em época de alta temporada). Na embarcação são oferecidos serviços de fotografia debaixo d’água, mergulhos, etc. Tudo com custo adicional.

Mas, se você não faz questão de tirar altas fotos com os peixinhos e todas as criaturas marinhas de Maragogi, e preferir só aproveitar a natureza e relaxar, um celular/ câmera com boa resolução e a devida proteção contra a água (capa, película…) são uma ótima opção, e a diversão é garantida.

DSC_0508

Como eu já tinha falado no outro post, estamos com muitas novidades no Blog. Uma delas é a tag:”Divalogia de Férias”. Eu e a Ju vamos tentar dividir com vocês um pouquinho das nossas experiências nessas férias.

Eu estou em Recife e estou adorando o lugar. Minha primeira parada por aqui foi o Instituto Ricardo Brennand, porque nem só de praia vivem as férias.
Fiquei sabendo do Instituto pela Internet e fiquei encantada e louca para conhecer.

image

Criado pelo colecionador permanbucano, Ricardo Brennand, o projeto arquitetônico em estilo medieval é composto pelo Museu Castelo São João, Pinanoteca, e a Galeria. O instituto possui em seu acervo peças do século XV ao XXI, vindas da África, América, Ásia e Europa. Ele também abriga um dos maiores acervos de armas brancas do mundo, são cerca de 3 mil peças. Foi eleito o melhor museu da América do Sul e está entre os 20 melhores do mundo, de acordo com o TripAdvisor. Para quem gosta de uma programação mais cultural, é uma ótima opção. Confesso que me senti parte da realeza lá dentro, o castelo é realmente lindo. Maas, tenho uma sugestão, acho justo o castelo ter um trono para as pessoas sentarem e tirarem fotos. Fiquei chateada de não ter conseguido realizar meu sonho de ser Khaleesi por um dia (fica a dica). Enfim, vale muito a pena. Quem for passar férias em Recife, não deixe de conferir!!

image

image

image

image

image